Chokito: exemplo de uma péssima adoção, mas que conseguiu ser salvo por sua protetora

Chokito 2

O Chokito foi abandonado, ainda bebezinho, num Parque da cidade, e resgatado a tempo pela médica e protetora dos animais, Dra. Preci Grohmann, que fazia um trabalho voluntário naquele local. Salvo dos inúmeros perigos daquele parque, foi colocado para adoção num gaiolão espaçoso e confortável, numa pet shop parceira, onde os gatos eram doados mediante critérios rigorosos de adoção responsável, e os adotantes se comprometiam a tratar os gatos com respeito e carinho, não permitir seu acesso à rua (onde ficam à mercê de doenças fatais, atropelamento, envenenamento, crueldades etc.), e JAMAIS ABANDONÁ-LOS, tendo a opção, ainda, de DEVOLVER o animal, em caso de desistência da adoção. A atriz Ana Markun, na época casada com o ator Heitor Martinez, adotou o Chokito nessa pet shop, onde era conhecida, para fazer companhia a suas filhas, assumindo todos esses compromissos, os quais nunca cumpriu. Ela afirmou que telaria as janelas da casa, para que o Chokito não fosse para a rua, e nunca fez isso, deixando o gato ter livre acesso à rua, como se fosse um gato sem dono, um gato abandonado (mas sua protetora só ficou sabendo desses detalhes quando salvou o Chokito, pela segunda vez). Quando Ana Markun se mudou, deixou o gato na rua. A protetora dele só ficou sabendo do ocorrido porque antigos vizinhos entraram em contato com a pet shop na qual ele havia sido adotado, informando que o Chokito estava largado na rua, ao relento, e sofrendo maus-tratos. Avisada disso, sua protetora foi até a rua onde Ana morava, pegou o Chokito e levou-o para casa. Ela acabou desistindo de doar o gato para outra pessoa, tamanha a desilusão causada por Ana Markun, que ABANDONOU O GATO, além de ter desonrado um compromisso assumido no processo de adoção, demonstrando que, além de não respeitar os animais, não tem palavra, e também não respeita os seres humanos. Como protetora dos animais, cidadã responsável e administradora desse blog, resolvi, POR MINHA PRÓPRIA CONTA, que o Chokito, APESAR DE TER SIDO ADOTADO POR SUA PROTETORA, e estar, desde de 2007, protegido e bem tratado, vai continuar nesse blog, enquanto ele existir, como exemplo de tudo que combatemos e abominamos no trato com animais e pessoas: falta de solidariedade, de generosidade, de ética, de respeito à vida, de honrar com a palavra e com compromissos assumidos. O que Ana Markun fez, acima de tudo, foi um péssimo exemplo para as próprias filhas, e para a sociedade em geral. O Chokito só sobreviveu graças aos vizinhos da referida atriz, que pediram socorro para ele. Caso contrário, ele, provavelmente, não estaria vivo e saudável, na casa de sua protetora. Que o seu sofrimento não tenha sido em vão, e que todos os animais abandonados tenham a ventura de encontrar em seus caminhos seres humano dignos e de bem.

Anúncios